Weby shortcut
instagram link
Youtube-play
Flickr
Link Coluna 26-02 - A tecnologia da ficção

A tecnologia da ficção

Tema: A tecnologia da ficção

Veículo: Diário da Manhã

Número: 11.089

Página: 27

Caderno: Opinião Pública

Data: 26/02/2018

A tecnologia da ficção

Dentre os vários serviços oferecidos na e para a Internet, um, em especial, merece ser comentado: a indústria de virais, baseada em informações falsas e descontextualizadas. Essa indústria, além de criar posts e matérias falsas, mantém milhares de perfis em redes sociais, responsáveis por viralizar o conteúdo criado. Com a viralização, perfis verdadeiros entram na onda, curtem e mesmo compartilham a manobra, seja por má fé ou por ingenuidade mesmo. 

Com a aproximação do pleito eleitoral, os manipuladores de opinião ganham espaço e muito dinheiro, usando os desavisados e afoitos de plantão, na disseminação de informações falsas. Contratada por agentes políticos ou cabos eleitorais, essa indústria cria posts atacando adversários e desafetos ou vangloriando seus candidatos, servindo-se, para isso, de uma infinidade de abordagens possíveis: posses, comportamentos, história pessoal etc. A finalidade ou é denegrir ou enaltecer a imagem de alguém, quase sempre com informações de cunho ideológico.

Uma vez criada a informação, a viralização começa a ocorrer a partir do uso de perfis falsos em redes sociais, mantidos por bots - simplificação do termo robôs -, máquinas que se passam por pessoas que curtem e compartilham determinados conteúdos. O buzz na rede se completa com a replicação desses posts, que rapidamente conquistam relevância pelo número de curtidas e compartilhamentos. O estrago, enfim, se consuma.

Como a maior parte dos usuários de Internet curte e até mesmo compartilha uma informação baseada tão somente na pessoa que a postou, e não necessariamente na relevância ou veracidade da informação, os manipuladores deitam e rolam na Internet, sustentados por essa característica, fazendo valer sua imposição. Contratantes e contratados agradecem a ignorância e imprudência de milhares de pessoas que fazem dessa indústria um grande sucesso.

A tecnologia a serviço da ficção deixou a forma artística da literatura, para protagonizar uma tragédia social. Talvez nunca a ficção tenha articulado tanto com a realidade quanto agora, impactando-a quase que em tempo real. Alguns experimentos evidenciaram como a cadeia de fake news age, propagando ideias e contextos falsos nas várias mentes conectadas na rede, mas sem qualquer conexão com a realidade.

Alguns sites utilizam o captcha - eu não sou um robot - para evitar ações dos bots. Esse recurso, entretanto, não tem reduzido a ingenuidade dos robôs humanos que, de modo acrítico, curtem e compartilham conteúdos, deixando-se levar  por uma indústria de manipulação e por seus posts ideológicos.

Clique aqui para ler o artigo publicado.

A tecnologia da ficção

Categorias : Artigo Artigos Científicos #Artigo artigos

Listar Todas Voltar